O significado de Rapel ou Rappel (do francês) é o processo de descida de uma vertente ou paredão na vertical com a ajuda de uma corda dupla passada sob uma coxa e sobre o ombro oposto a ela, ou por meio de um dispositivo especial que desliza controladamente pelo cabo. Esse é o rapel raiz, quando tudo começou. Somente com corda.

Com a evolução e criação dos equipamentos para rapel, hoje o rapel é uma atividade vertical praticada com uso de cordas e equipamentos verticais adequados para a descida de paredões e vãos livres.

Atualmente o rapel é utilizado em várias atividades, como como espeleologia (exploração de grutas e cavernas), canyoning (exploração de rios e cânions), escalada, montanhismo, resgates e operações militares. E, como visto, faz parte de um conjunto maior chamado de Técnicas Verticais. Além disso, é a base do aceso por corda, que está relacionado ao trabalho em altura.

 

Tipos de Rapel

Existem algum tipos de rapel ou modalidades. Vamos falar aqui dos 4 tipos de rapel:

  • Rapel positivo ou Clássico ou Vertical – É o tipo de Rapel mais tradicional e o mais praticado onde o praticante tem contato para uma parede ou rocha. Um exemplo é o Rapel na Montanha onde o praticante tem contato direto com a rocha.
  • Rapel Negativo – É o tipo de rapel em que o praticante não tem contato com nenhuma superfície, parede ou rocha.
  • Rapel Guiado – Neste tipo de Rapel existe uma outra corda que guia o praticante durante a descida dele para um determinado ponto. Muito utilizando no rapel negativo.
  • Rapel de Frente ou Assault é um tipo de rapel onde o praticante desce de frente, com ou sem contato com uma superfície.

Já praticou alguma dessas variações? Conte pra gente a sua experiência!

Leia mais: